Pragas e Doenças

on 31/05/2009

Você chega na floricultura e encara a árdua tarefa de escolher entre tantas opções o que você vai levar para casa. Se pudesse ou tivesse espaço disponível, levaria tudo que lhe agradasse, com certeza.
Escolha feita, o próximo passo é chegar em casa, ou na casa de seu cliente, plantar sua nova aquisição no local mais apropriado, e passar os próximos dias e semanas dedicando todo o carinho necessário para que ela possa desenvolver-se.
Pronto, sucesso garantido.Certo?_ Nem sempre.Apesar de todos os cuidados tomados, a planta começa a dar sinais de que sua saúde não vai bem. Sua folhas perdem turgidez(ficam murchas), começam a amarelar e cair.
Aí você pensa em todas as possibilidades, chega pensar até que foi a floricultura que agiu de má fé, vendendo uma planta"ruim". Então olha para seu jardim, e percebe que não é a única planta com problemas.
O que está acontecendo? Como eu resolvo isso? Tem como evitar?
Levando-se em consideração que a planta esteja recebendo irrigação e fertilização adequadas, muito provavelmente está sofrendo o ataque de alguma praga ou doença.

PRINCIPAIS DOENÇAS CAUSADAS POR FUNGOS E SEUS SINTOMAS:

Ferrugem: Como o próprio nome já diz, as partes da planta afetadas por esse fungo, que tem alta taxa de reprodução, tem realmente aspecto de ferrugem e vale lembrar que somente as folhas são afetadas por este fungo.
Fusarium: Quando dividimos uma planta com o intuito de propagá-la, por exemplo, uma muda de Helicônia ou de Alpínia, criamos um ferimento no seu rizoma e também uma importante porta de entrada para este fungo que pode matar a planta em um período de 2 a 9 semanas, mas que geralmente mata lentamente, fazendo a plante definhar e declinar até a morte.
Rhizoctonia: Causa podridão na base e raízes da planta, prolifera-se com maior facilidade em solos úmidos.
Antracnose: É uma das mais importantes doenças de plantas em vasos. Seus sintomas principais são manchass pardas grandes que aparecem principalmente nos bordos das folhas ou junto às nervuras onde água pode se acumulada.
Podridão de Phytophthora: É o agente causador do apodrecimento de colo e de raiz do lírio-da-paz ou spatifilo.

Tratamento: Em alguns casos recomenda-se remover imediatamente a planta infectada, pra que diminuam as possibilidades de transmitir a doença para as outras plantas sadias. Normalmente usa-se a calda bordalesa, óleo de “neem” ou ainda um dos muitos tipos de fungicidas disponíveis no mercado.

Condições de umidade excessiva, falta de adubação, podas, divisão de mudas, ou ainda, se a planta estiver em um local impróprio às suas características, podem favorecer o aparecimento de doenças causadas por fungos.

Image and video hosting by TinyPic

PRINCIPAIS INSETOS PRAGAS

Pra quem já tem algum contato com jardinagem, não é novidade falar do incômodo causado pelos insetos. Entretanto, não convém sair por aí espalhando veneno pelo jardim todo sem ter consciência do que está fazendo.
Quando aplica algum inseticida com intuito de livrar-se das pragas, acaba matando também os outros tantos insetos extremamente importantes para a polinização(abelhas, mamangavas, etc..) e também, os insetos que ajudam a manter o equilíbrio natural, como por exemplo as joaninhas, que alimentam-se de ácaros e pulgões.” As joaninhas são predadoras vorazes de pulgões, alimentando-se tanto da forma adulta quanto da larva. Uma única joaninha pode comer mais de 50 pulgões por dia. Por esse motivo, as joaninhas são freqüentemente utilizadas para realizar o controle biológico desta praga em áreas de cultivo agrícola. Com esse objetivo, centenas de joaninhas são introduzidas na plantação para que, ao se alimentarem dos pulgões, livrem as plantas desse parasita.” fonte: UOL.educação.

Algumas pragas que fazem bastante estrago:

Pulgões: è um sugador da seiva dos brotos novos e das flores.
Caramujo, Lagartas, Tripes,cochonilhas, Formigas, Ácaros, Lesmas, paquinhas, e outros tantos.Existem algumas maneiras de controlar a infestação através de recursos como calda-de-fumo, água e sabão e óleo de neem. Porém, quando a infestação está em um estágio mais avançado, torna-se necessário a aplicação de inseticidas organofosforados, desde que, observando sempre o uso de E.P.I (Equipamento de Proteção Individual)luvas, máscara,óculos, avental, botas,etc...

Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic
(Lembrando que, por tratar-se de um curso básico, o assunto está resumido tanto quanto possível, mas qualquer dúvida que surgir será respondida durante a semana.Basta fazer sua pergunta através do espaço para comentários.).

4 comentários:

Gilsileide disse...

Tiago, adorei muito obrigada.

Eu tenho 2 pimenteiras e um lírio q recebem constantemente visitas de formigas. Ouvi dizer pra colocar pão embebido com vinagre na base do vaso, para q as forigas carreguem para o formigueiro. Lá o vinagre fermenta e mata a rainha, as obrigando a mudar de lugar, isso funciona mesmo?

Neuza disse...

Oi Tiago,
Adorei esse tema e apesar de resumido deu pra ter uma boa noção!Só tenho uma dúvida, meu problema é com lesmas, o que seria mais indicado pra acabar com essa praga?.. Obrgda por compartilhar com a gente!! Abrçs!

DonaKbca disse...

Tiago,

Obrigada oelas dicas, gostei muito.
Tb estou tendo problemas com lesmas, me diga o q devo fazer. E tb gostaria de saber como faço a calda de fumo.

alexandra disse...

Olá, Gostaria de saber se o óleo de neem mata a mamangava, pois é um inseto sem sangue aplico o neem no maracujá e vi algumas mamangavas mortas, não sei se é por causa do neem. obrigado

Postar um comentário